Poupança fecha em alta mesmo em ano de crise financeira

No ano de 2020 a poupança registrou seu melhor resultado, desde 1995, ganhando mais de R$166 bilhões!

Mesmo em meio à pandemia, que desconcertou a economia brasileira e mundial, a caderneta de poupança registrou uma captação líquida de R$166,310 bilhões no ano de 2020.

O resultado foi divulgado pelo Banco Central nos mostra que mesmo com a pandemia e o alto percentual de desempregados no país, ainda assim os brasileiros estão conseguindo “guardar” um pouco de dinheiro.

No mês de dezembro, tradicionalmente positivo (maior movimentação da economia, como, por exemplo, com a entrada do 13° salário no mercado, houve uma entrada de mais de R$20 bilhões, superando a série histórica até então.

Segundo dados do Banco Central, a taxa de depósitos superou a de saque em 2020, com exceção dos meses de Janeiro e Fevereiro, como pode ser visto na imagem.

resultados poupança
Fonte: Banco Central

Os especialistas no assunto acreditam que esses resultados positivos se dão principalmente pelo pagamento do auxílio emergencial, que teve início no mês de Abril, uma vez que parte desses pagamentos estão sendo feitos em contas poupança.

Mas, como pode ser observado na imagem acima, a partir do mês de outubro tiveram-se resultados menores. Essa queda na captação coincide com a redução do auxílio, onde os beneficiários passaram de R$600,00 para R$300,00.

Outro fator que contribuiu para a alta no balanço da caderneta de poupança 2020 foi a liberação do saque emergencial do FGTS, valor liberados desde o mês desde Junho até Setembro.

Anúncios

Como pode ser visto na imagem, os meses de Outubro, Novembro e Dezembro, mesmo tendo resultados positivos, ainda assim o saldo final foi menor que os meses anteriores, em decorrência da diminuição de dinheiro injetado na economia.

Balanço geral sobre a poupança em 2020

Fazendo uma análise geral sobre a caderneta de poupança rendimento no ano passado, o depósito em dinheiro superou o saque em torno de R$125 bilhões de reais, segundo informa o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

Contudo, no caso da poupança rural, houve apenas um ingresso líquido de R$40 bilhões, mas que também é um resultado a se comemorar. 

Além disso, cabe salientar que os rendimentos nas contas poupanças dos investidores foram bem produtivos, onde somente em dezembro tiveram-se rendimentos de cerca de R$1,6 bilhões.

Impacto dos resultados da poupança nos investimentos 

Como já comentamos aqui, a caderneta de poupança não vinha sendo recomendada pelos especialistas.

Isso porque há investimentos muito mais rentáveis, igualmente seguros e que podem ajudar a diversificar a carteira de ativo. 

Contudo, no ano de 2020 este cenário mudou. A queda na bolsa de valores e a instabilidade do mercado financeiro (impactando outros tipos de investimentos, como, por exemplo, os títulos no Tesouro), refletiu em um maior interesse pela poupança.

O economista Fabio Colombo acredita que há dinheiro de grandes investidores na poupança hoje, justamente pela aversão à perda causada neste momento de crise. O especialista também diz que não é qualquer aplicação que irá bater os resultados da caderneta de poupança atualmente. 

 Além disso, com a taxa Selic tendo um rendimento de 70%, a conta poupança acabou atraindo mais recursos, mesmo com os juros em queda. 

Via regra geral, quando a Selic está abaixo de 8,5% (atualmente encontra-se em 2,25), a poupança tem rendimento de 70% da taxa Selic mais Taxa Referencial (TR), ou seja, um investimento muito promissor. 

Mas, muita cautela, pois o Brasil ainda sofrerá o impacto da pandemia ao decorrer dos meses e com isso, é de se esperar que se aumente o número de pessoas endividadas. 

Por isso, a dica é optar pelos investimentos em renda fixa e caso queira se arriscar um pouco mais, a ideia é investir em ações e fundos de investimento imobiliários.

Ah, e caso você ainda esteja perdido, neste guia separamos 5 ações que prometem bombar em 2021. Confira!

Impacto dos resultados da poupança na vida dos brasileiros

Com a taxa Selic em baixa (mínima histórica), a economia é favorecida, o que além de impulsionar a atividade produtiva, ainda estimula o consumo das famílias brasileiras. 

Os analistas do mercado financeiro preveem um crescimento de 3,5% no PIB para 2021, o que reflete positivamente nos rendimentos da poupança para o ano.

Além disso, pela conta poupança ser um investimento simples e de fácil resgate, provavelmente, esse valor será sacado como reserva de emergência, contribuindo assim nas finanças familiares.